Festival Ibiapaba
(Foto: Secult)

O Festival Música da Ibiapaba (Mi), realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e do Instituto Dragão do Mar, chega à 13ª edição cheio de novidades. O evento de formação musical, que ocorre em Viçosa do Ceará de 22 a 29 de julho, é um dos mais reconhecidos do calendário cultural do Estado e uma das principais ações de interiorização da política cultural.

Este ano, o “Mi”, como está sendo chamado, se aproxima das sonoridades contemporâneas, ganha nova identidade visual, um apelido, a curadoria de grandes nomes da música cearense e nacional, além de um patrono, o maestro cearense Alberto Nepomuceno.

O secretário da cultura do Estado, Fabiano dos Santos Piúba, comenta o novo momento do evento. “A identidade do festival é a formação. O Festival Música da Ibiapaba traz em sua gênese a formação. Essa identidade se mantém e se renova, mas estamos buscando novas dimensões, estabelecendo conexões do Festival com a música em suas vertentes erudita, popular e contemporânea e de como isso se traduz em sua programação”, diz.

Inscrições para as oficinas
Marca maior do festival, a formação tem seu ponto alto nas oficinas e workshops. Os curadores e outros profissionais da música, vindos de diversas partes do país, realizarão cerca de 30 oficinas e workshops durante os oito dias de “Mi”.

Com 400 vagas para alunos da rede pública de ensino e 200 destinadas ao público em geral, as inscrições gratuitas começam nesta terça-feira, dia 20, e seguem até o próximo dia 4 de julho. O processo deve ser feito pelo site da Secult ou presencialmente na sede da Secretaria Municipal de Educação de Viçosa.

Serviço:
Festival Música da Ibiapaba (Mi)
22 a 29 de julho em Viçosa do Ceará
Inscrições gratuitas: 20 de junho a 4 de julho pelo site da Secult (www.secult.ce.gov.br)